Preces e Orações

Leia as diversas referências sobre a prece na Doutrina Espírita:
Jesus:

Jesus definiu claramente as qualidades da prece. Quando orardes, diz ele, não vos ponhais em evidência; antes, orai em secreto. Não afeteis orar muito, pois não é pela multiplicidade das palavras que sereis escutados, mas pela sinceridade delas. Antes de orardes, se tiverdes qualquer coisa contra alguém, perdoai-lhe, visto que a prece não pode ser agradável a Deus, se não parte de um coração purificado de todo sentimento contrário à caridade. Oral, enfim, com humildade, como o publicano, e não com orgulho, como o fariseu. Examinai os vossos defeitos, não as vossas qualidades e, se vos comparardes aos outros,
procurai o que há em vós de mau.
(Cap. X, nº 7 e nº 8.)
Extraído do Livro O Evangelho Segundo o Espiritismo - Cap.XXVII, nº 4

André Luiz:

"A oração é o compromisso da criatura com o Criador, compromisso de testemunho e esforço, de dedicação aos superiores desígnios. Toda prece, entre nós, deve significar, acima de tudo, fidelidade do coração".(Os Mensageiros)
"A prece traça fronteiras vibratórias". (Os Missionários da Luz);
"A prece qualquer que seja ela, é ação provocando a reação que lhe corresponde". (Entre a Terra e o Céu).

Emmanuel:

"A prece é o traço de luz que une as almas que se amam, onde quer que encontrem". (Cartas do Coração);
"A prece é o hino dos corações". (Cartas de uma Morta).
"A prece deve ser cultivada, não para que se revoguem as disposições da lei divina, mas a fim de que a coragem e a paciência inundem o coração de fortaleza nas lutas ásperas, pórem necessárias. A alma, em se voltando para Deus, não deve ter em mente senão a humildade sincera na aceitação de sua vontade superior". (Emmanuel);
"Se a inquietação te bate à porta, busca a prece e medita". (Nosso Livro).

Humberto de Campos:

"Por prece devemos interpretar todo ato de relação do Homem com Deus, como expressão de agradecimento ou de rogativa, a oração é sempre um esforço da criatura ante a Providência Divina. Os que apenas suplicam, podem ser ignorantes; os que louvam podem ser somente preguiçosos. Todo aquele, porém, que trabalha pelo bem, com as suas mãos e com o seu pensamento, esse é o filho que aprendeu a orar, na exaltação ou nas rogativas, porque em todas as circunstâncias será fiel a Deus, consciente de que a vontade do Pai é mais justa do que a sua própria". (Boa Nova).

Isabel Campos:

"Aprece é como uma escada invisível, por onde subimos aos mais altos campos da experiência humana. Por intermédio dela, nossa alma recebe forças multiplicadas e só mesmo junto a essa fonte bendita, poderemos encontrar o suprimento de energias em que vamos vencendo as provas redentoras". (Cartas do Coração).

Casimiro Cunha:

"Cumpre sempre os teus deveres,
¨Trabalho e realização são as preces mais sublimes de tua religião". 
(Cartas do Evangelho)
"Caridade, gentileza, auxílio, calma, perdão são as preces mais sublimes
no teu altar de oração". 
(Gotas de Luz).

Texto com base em Trabalho confeccionado pelo Departamento de Juventude da União Espírita MIneira - U.E.M. Matéria extraída da Revista Aliança Espírita, outubro de 1982. http://www.kardecian.org/preces.html

Coletânea de Preces

Role para baixo para solicitação de Preces Onine

Pedido de Preces e Vibrações Online
arrow&v